Dificuldade dos Pensamentos II


Cada dia que passa eu vejo como é difícil domar os pensamentos, especialmente aqueles que são gerados por emoções fortes. Por que será que nossas emoções são mais fortes, em alguns poucos assuntos, que nossa vontade e racional? O que será que faz a nossa emoção se sobrepor contra nossa vontade? Ou até porque não conseguimos firmeza na vondade quando os pensamentos são gerados por essas emoções? Nessas situações, os pensamentos tomam como se fosse uma vida própria na sua mente, e por mais que você queira deixá-los de lado, e até refletir sobre eles com análises íntimas, é difícil, porque eles “te chamam” para “briga”. E quando você vê, de forma quase que automática, uma parte da tua mente “trava diálogo” com outra parte da tua mente.

Sim, há possibilidade de ser uma mente externa alimentando teus pensamentos, para, consequentemente, gerar mais emoções. Mas será que é sempre assim? Será que não pode ser algum ponto dentro de você que está “mal resolvido”?  E você ter, dentro da própria mente, como se fosse um “tribunal íntimo para resolver assuntos diversos”? E como conseguir ser um “terceiro elemento” na sua mente, para apartar o diálogo, ou encontrar “acordo” entre eles? Ou então, analisar a situação das duas partes de forma imparcial e racional, como se fosse mesmo um Juiz interno? Será que isso é saudável, ou é solução de candidatos à hospício? Não me excluiria do grupo de possíveis loucos! :))

Por que essa minha preocupação? Porque não tem como experimentar a Satyagraha deixando os pensamentos de lado. Seria hipocrisia e isso me repugna. Purificar os pensamentos é tão fundamental quanto purificar as palavras e as ações. Não há como fazer pela metade. E essa questão do pensamento é realmente difícil.

Será que a prática constante da meditação ajuda à controlar mais os pensamentos? Vou pesquisar…

Encontrei no site Brahma Kumaris um texto bem interessante, e em parte dele diz:

“A meditação também ajuda você a se desconectar do hábito de pensar, sentir e reagir de forma perniciosa. Isso resulta numa liberação de energia consciente e positiva que aumenta a qualidade de sua atitude, ações e interações.
Por fim, o processo de retrair-se, desconectar-se de hábitos prejudiciais, conectar-se a seus recursos espirituais inatos, e então reconectar-se à sua vida externa, consiste em um meio de fortalecimento pessoal”.

É exatamente isso que eu procurava! Acho que agora entendo a importância da prática da meditação! Nunca tinha compreendido isso, e nunca pratiquei porque não compreendia exatamente a utilidade dela, já que pensava que apenas o hábito da prece a substituia enquanto tentativa de se conectar à espiritualidade. Mas pelo que estou conseguindo entender, ela é um excelente auxiliar à reprogramação mental, por exemplo, ou à desconexão de pensamentos fixos, duas coisas importantíssimas quando se quer desvencilhar da invasão de mentes externas.

É nessas horas que vejo o quanto o Espiritismo me fechou em alguns aspéctos. Há tanta, mas tanta sabedoria na cultura oriental que ficou de fora das análises de Kardec, que concentrou-se tanto no Cristianismo, infelizmente. Uma mente mais aberta, como a de Vivekananda, por exemplo, talvez não tivesse deixado o Espiritismo tão reducionista. Enfim, foram 15 anos de estudo e prática dentro dessa filosofia, não tem como eu não fazer essas analogias. À cada descoberta que faço, à cada mente extraordinária e espiritualmente lúcida que encontro nas Filosofias orientais, como Gandhi e Vivekananda, mais eu vejo o quanto perdi tempo sendo uma espírita ortodoxa. Ironizando a introdução do livro “Libertação” de André Luiz, digo: me sinto o peixinho vermelho que encontrou o mundo, fora do Espiritismo. :)


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s