Liberdade Intelectual


buddha5Achei isso aqui fantástico, no blog (que recomendo) Vislumbres da Outra Margem:

“Os dez exemplos do Kalama Sutta são uma defesa segura contra a dependência intelectual de forma a não se perder enquanto pessoa, ou seja, negligenciar a sua própria inteligência e sabedoria ao lidar com aquilo que ouve e escuta. Deve reflectir-se cuidadosa e sistematicamente sobre tudo aquilo que se ouve.
Quando as explanações sobre um assunto são claramente úteis e resultam na extinção do sofrimento, pode-se afinal acreditar nelas.

1. Ma anussavena

Não aceite e não acredite em algo considerado verdadeiro somente porque tem sido transmitido e repetido por muitos anos. Essa ingenuidade é uma característica dos indivíduos que são escravos mentais.

2. Ma paramparaya
Não acredite em algo somente porque se tornou uma prática tradicional. Os indivíduos tendem a imitar aquilo que outros realizam e a transmitir este hábito adiante.

3. Ma itikiraya
Não aceite e não acredite em algo simplesmente devido às notícias e aos boatos espalhados ao seu redor, seja em um pequeno vilarejo ou pelo mundo todo. Somente os insensatos são susceptíveis a tais rumores.

4. Ma pitakasampadanena
Não aceite e não acredite em algo somente porque consta de um pitaka (texto). É necessário o uso da nossa faculdade de discernimento para distinguir quais dessas palavras podem ser utilizadas na extinção do sofrimento.

5. Ma takkahetu
Não acredite em algo a partir do raciocínio lógico (takka). A lógica não é infalível.

6. Ma nayahetu
Não aceite e não acredite em algo somente porque aparenta estar de acordo com os fundamentos da filosofia. A filosofia é somente um ponto de vista ou opinião, não é a compreensão suprema.

7. Ma akaraparivitakkena

Não aceite e não acredite em algo simplesmente devido a uma reflexão superficial, isto é, somente porque está de acordo com o que denominamos actualmente por “senso comum”.

8. Ma ditthinijjhanakkhantiya
Não aceite e não acredite em algo considerado verdadeiro somente porque concorda ou se ajusta às suas próprias opiniões e teorias preconcebidas. Pontos de vista pessoais podem estar errados.

9. Ma bhabbarupataya
Não aceite e não acredite em algo somente porque o orador parece ser confiável, devido talvez a sua credibilidade ou prestígio. As aparências externas e o real conhecimento interno podem não ser idênticos.

10. Ma samano no garu ti
Não aceite e não acredite em algo somente porque o monge ou, mais amplamente, qualquer orador, é o “meu professor”. Ninguém deve ser escravo intelectual de quem quer que seja”.

O texto todo é excelente! Está nesse link: Socorro! Kalama Sutta, Socorro!***

***O Kalama Sutta é um dos mais importantes ensinamentos do Buddha e se pode dizer que em alguns casos caracteriza a diferença de nossa linhagem em relação a algumas formas buddhistas que surgiram mais posteriormente. Apesar de atualmente ser muito mencionado por modernos mahayanistas, o Kalama Sutta não parece ter tido qualquer importância histórica ou mesmo presença nos países de influência mahayana. Mesmo no Theravada, muito já se falou sobre o Kalama Sutta, mas infelizmente muitos ainda não sabem como interpretá-lo.”Socorro! Kalama Sutta, Socorro!” (em pdf), do grande mestre Ajahn Buddhadasa, expressa nitidamente a atitude comprometida com a liberdade e com a sabedoria proposta pelo Buddha e transmitida pelo Buddhismo Antigo. Investigação, atenção informada e inteligência como pilares da prática do Dhamma. (http://nalanda.org.br/)


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s