União com Deus


Hoje penso que não há outra Lei de Justiça além da Lei do Amor. A única que reje o destino das almas e dos mundos. E o quanto ela vai demorar para nos alcançar, depende apenas de nós e de Deus que coloca em nossos destinos as ocasiões que nos despertarão o amor, mas ainda assim nós podemos recusar, então no fim continua dependendo de nós. O resto é o caos gerado pelo nosso livre-arbítrio, religiosamente respeitado por Deus. Não consigo mais ver justiça tal qual a entendemos, como mérito ou demérito. Vejo apenas aprendizado e misericórdia, mas ainda isso depende de nós. E o tempo da misericórdia? Só Deus o sabe. Um dia ela chega, inevitavelmente, mas só Ele sabe pelo que teremos que passar até que estejamos prontos para a receber.

A maldade – ou ignorância – existe, atua, escolhe e tem liberdade. Nós, que já aceitamos Deus dentro de nós, conforme nosso grau de amor e possibilidades, atuamos para amenizar-lhes os efeitos, mas acabar com ela depende dos envolvidos estarem ou não em sintonia com a Lei de Amor. Não importa as possibilidades ou nível de compreensão, se somos crianças ou adultos na arte da Vida e do Amor, importa apenas que nunca deixemos de olhar para o amor.

Acreditar no amor e ser fiel à ele é nossa única proteção contra a maldade, se vivemos no meio dela. Olhar sempre para o amor, nunca para as imperfeições que ainda o maculam nas almas, é nossa garantia de imunidade à maldade – e aqui não digo de não sermos atingidos por ela, mas de não nos tornarmos parte dela, em maior ou menor grau. E a única garantia da Vida é que no fim o amor sempre vencerá, haja o que houver. Não há garantia de tempo, de forma, de meios, apenas do fim. Sobre o tempo, a forma, o meio e demais processos, só Deus sabe. Podemos ter probabilidades e planejamentos, mas nunca garantias além do que é Lei: A Harmonia do Amor sempre é o fim de todo caos.

E aprender sobre isso dói, porque somos homens, e como homens pensamos e erigimos nossas Verdades. Quando a ineroxabilidade da Vida destrói nossas Verdades para nos mostrar que a única Verdade é o Amor, nos sentimos perdidos, desamparados e injustiçados. Precisamos de tempo para nos adaptarmos à viver sem o orgulho de termos a Verdade nas mãos, uma Verdade construída por nossas necessidades e possibilidades. Não a temos. Nunca a teremos nas mãos. Só o que podemos ter é a opção de viver essa Verdade e sempre optar por ela, cada vez um pouco mais, até que ela seja nossa própria verdade. Mas só há um ser que a tem nas mãos, e à Ele todos nós estamos submetidos, e nos entregar à Ele verdadeiramente exige muito de nós, saídos do lamaçal do caos e do sofrimento, pequenos aspirantes da Ventura do Amor e da Plenitude.

As feridas da maldade doem, a cura dói, e depois de tanta dor, como não sentir medo? Com Ele sempre estaremos seguros de estarmos caminhando para o equilíbrio, mas quanta dor mais teremos que enfrentar até chegarmos à Ele? Como não temer caminhar de mãos dadas com o Que, não obstante seja todo Amor, permite o sofrimento e a maldade, quando tudo que desejamos é a inocência da felicidade de amar e ser amado, sem desejar mal à ninguém?

Se Ele permite tais coisas como meio de aprendizado, então como acreditar que conhecer o amor, desejar amar e caminhar no amor é garantia de ser feliz? Como ter certeza de alguma felicidade por desejá-la, se acima de nosso desejo por amor e felicidade está nossa necessidade de aprender sobre as coisas da Vida e evoluir nas diversas escolas de Virtudes? Quanto mais nos vemos pequenos diantes de Deus, quanto mais reconhecemos nossa condição de tão, tão pequenos aprendizes, mais vemos que à nossa frente há apenas o desconhecido. O desconhecido que está nas mãos de apenas um Ser, que é incógnita para almas como nós. Confiar no Amor Dele? Sempre, indubitavelmente. Mas como confiar que nosso entendimento de necessidade é o mesmo que o Dele? Nós não podemos lhe sondar os desígnos, mas Ele pode nos sondar toda a imortalidade. Nós não podemos ver de onde Ele vê e nem saber o que só Ele sabe. Então como podemos nos guiar às escuras?

*Pausa para reflexão e prece*.  Talvez a resposta esteja no fato de que Deus atua através de nós, e quando o buscamos, quando entramos em comunhão com Ele, quando oramos e elevamos a alma à Ele com o amor que há em nós e o desejo de servir, nós sentimos a vontade Dele e um impulso irresistível, que nasce do amor. Continuamos sem saber o que Ele sabe e ver de onde Ele vê, mas sentimos no próprio coração, em forma de amor, a vontade Dele, e assim Ele se serve de nós como seus instrumentos, e assim, formamos com Ele uma imensa teia de amor à atuarmos, todos juntos, pela harmonia do Universo. Ele não está em algum lugar, vendo-nos agindo e apenas respeitando nossas escolhas. Ele está dentro de nós, guiando nossas ações amorosas, como o Pai guia seus filhos para o caminho que lhe trará mais crescimento. Ele está no coração da mãe, que sabe exatamente o que seu filho precisa quando chora desta ou daquela forma. Ele está no instinto de todos os animais, que os faz se harmonizarem tão perfeitamente. Ele está na união dos átomos, que os faz se ligarem em formas tão perfeitas. Ele está no amor dos seus filhos, quando esses O buscam e se deixam serem guiados por Ele. Está no amor dos anjos e nos anseios mais sagrados e santos que o amor de nossas almas faz brotar de nossos seres.

Deus está em nós e não em qualquer lugar, distante de nós, nos dando liberdade para fazer tudo por nossa conta, enquanto suas Leis arrumam nossa bagunça. Ele está conosco, dentro de cada um de nós, esperando a hora que escolheremos e Lhe permitiremos viver também através de nós. Nisso consiste o respeito Dele à nosso arbítrio. Ele nunca nos constrange à Lhe aceitar vivo através de nós. No nosso momento, quando permitirmos e ansiarmos, Ele nos acolhe nos braços e não podemos mais olhar para trás. Podemos até tentar, por medo, mas chega um momento que sua força é irresistível. Há quem resista à Ele por muitas eras, mas um dia, por misericórdia, Ele reune a ocasião de mostrar toda sua força e “nos conquistar”, porque resistir à Ele estava nos fazendo mal demais, e Ele quer nossa felicidade, acima de tudo.

Não nos constrange, nos conquista. Podemos, ainda assim resistir, e Ele respeitará e continuará esperando para viver por nós. Nesse caso sofreremos, não por punição, mas porque é resistir à Ele que dói tanto e tanto, e trás tantas feridas e marcas. Temê-Lo, tentar destruí-lo dentro de nós, fugir Dele, escondê-Lo para fingir que Ele não existe em nós, tudo isso que nos destrói, que nos corrói, que nos estraçalha pouco a pouco. E a única cura para todo esse mal é aceitá-Lo, é deixar que Ele viva por nós, é libertá-Lo das prisões que construímos para Ele à fim de que sua força e seu poder nos cure, alivie e nos dê a tão necessária paz. A única forma de não sofrermos com revolta e dor as consequências de nossas escolhas equivocadas, geradas pela ignorância e resistência à Deus, é permitindo que Ele, enfim, viva por nós. E é dessa união perene com Ele que encontramos a tão desejada felicidade, e com Ele, mesmo sofrendo, rendemos graças. Estar com Ele é nossa garantia de felicidade, porque Ser Feliz é viver com e para Deus.

Só Ele pode nos guiar para a cura da nossa loucura. E deixar que Deus viva através de nós é amar. Amar perdidamente, intensa e plenamente. Amar à todos, à tudo, deixar que o amor nos invada, nos consuma, nos envolva e estravaze de nós, e então Deus se mostrará e guiará os nossos passos, vivendo através de nós, por nós e por nossos amores. E Deus nunca erra. Tudo sabe e tudo pode. Nada lhe é impossível.

Anúncios

2 comentários sobre “União com Deus

  1. Obrigada End! :)

    Sim, sim, se conectar com Deus é acima de tudo, ter saúde espiritual! É seguir a correnteza natural de toda a Criação. :)

    Abraços e obrigada pela visita e comentário! :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s